1887

Abstract

Ao longo dos últimos anos o Alto de Linguado – Pampo foi considerado uma feição estrutural que poderia ter contribuído na definição e configuração da sedimentação das camadas Pós-Lagoa Feia. O objetivo deste estudo consiste em verificar a importância do condicionamento estrutural na configuração das armadilhas de hidrocarboneto reconhecidas na região. Numa primeira fase do estudo, foi interpretado no Seisvision os topos dos grupos Macaé e Lagoa Feia. Da mesma forma foram correlacionados em perfis de poço os topos da seção Bota, topo do Grupo Lagoa Feia e quatro marcos cronoestratigráficos. Também foi gerado o mapa de isópaca da região. Quando observado o dado sísmico é interpretado que as camadas sedimentadas logo após Lagoa Feia (Seqüência Albiana) apresentam aproximadamente a mesma espessura ao longo dos campos de Linguado e Pampo, refletindo a geometria pré-definida pelo Grupo Lagoa Feia. Nesta ordem de idéias foi observada uma mudança do padrão sedimentar nas camadas pós-Macaé. Finalmente, é possível confirmar que a configuração de armadilhas na seqüência Lagoa Feia depende de elementos estratigráficos como seria uma mudança lateral de fácies, e no Grupo Macaé a prospecção depende de elementos estruturais e estratigráficos.

Loading

Article metrics loading...

/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.264.SBGF_3201
2011-08-15
2022-01-22
Loading full text...

Full text loading...

http://instance.metastore.ingenta.com/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.264.SBGF_3201
Loading
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error