1887

Abstract

Dentre as etapas de reavaliaçăo da viabilidade para a exploraçăo e explotaçăo de hidrocarbonetos em campos de petróleo, a perfilagem geofísica de poços se apresenta como uma ferramenta indispensável e decisiva no processo de análise. A interpretaçăo das medidas obtidas com a perfilagem geofísica torna possível a obtençăo de informaçőes petrofísicas sobre o reservatório, tais como: profundidades e intervalos potencialmente produtores, a distinçăo entre gás, óleo e água, a porosidade e a saturaçăo em hidrocarbonetos das rochas etc. Eventualmente, em alguns poços exploratórios, năo há a possibilidade de se registrar algumas medidas petrofísicas por diversas razőes operacionais ou econômicas. Todavia, a bibliografia mostra que elas poderiam ser geradas sinteticamente a partir de equaçőes empíricas e/ou métodos estatísticos. Pela sua importância, em virtude de sua utilidade tanto para a determinaçăo de porosidades, enquanto propriedade petrofísica de reservatório, quanto para integraçăo de dados, como na calibraçăo sísmica, o perfil sônico é um dos mais gerados sinteticamente a partir da equaçăo de Wyllie em funçăo da densidade das rochas. Com os dados cedidos pelo Projeto Campo Escola objetivou-se fazer um trabalho de modelagem do perfil sônico visando esforços exploratórios futuros e/ou aplicaçőes práticas na sísmica ou petrofísica. Os campos escolhidos foram o de Quiambina e Bela Vista, ambos na Bacia do Recôncavo. Serăo descritos, neste trabalho, os procedimentos, as limitaçőes de cada método, os resultados e uma análise comparativa.

Loading

Article metrics loading...

/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.341.38
2012-11-27
2021-10-17
Loading full text...

Full text loading...

http://instance.metastore.ingenta.com/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.341.38
Loading
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error