1887

Abstract

Aproximaçőes de tempos de trânsito utilizadas no empilhamento sísmico de eventos de reflexăo ou difraçăo săo importantes para o imageamento e a inversăo de dados sísmicos. No final da década de 90 vários métodos de empilhamento sísmico apresentaram diversas formas destas aproximaçőes que usam mais de um parâmetro ou atributo no empilhamento e permitem usar configuraçőes sísmicas arbitrárias. O método CRS (Common-Reflection-Surface) pertence a este grupo e simula seçőes sísmicas ZO (zero-offset) ou de afastamento-nulo (AN) a partir de dados sísmicos de cobertura múltipla. Neste trabalho a expansăo de Taylor da aproximaçăo de tempos de trânsito CRS de 2Ş ordem, também, conhecida como aproximaçăo CRS de 4Ş ordem, foi testada em dados sintéticos. A finalidade deste teste foi verificar sua habilidade e/ou eficięncia na simulaçăo de reflexőes primárias e/ou múltiplas com afastamento fonte-receptor nulo, e realizar uma comparaçăo com a aproximaçăo CRS de 2Ş ordem no empilhamento sísmico. Ambas as aproximaçőes dependem do mesmo número de parâmetros utilizados pelo método CRS. Porém, a aproximaçăo CRS de 4Ş ordem tem mostrado um bom desempenho na simulaçăo de seçőes sísmicas de afastamento-nulo para o imageamento sísmico de reflexőes múltiplas.

Loading

Article metrics loading...

/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.341.158
2012-11-27
2021-12-05
Loading full text...

Full text loading...

http://instance.metastore.ingenta.com/content/papers/10.3997/2214-4609-pdb.341.158
Loading
This is a required field
Please enter a valid email address
Approval was a Success
Invalid data
An Error Occurred
Approval was partially successful, following selected items could not be processed due to error